Prefeitura proibiu mototaxistas de transportem pessoas. A partir de agora só será permitido levar e trazer mercadorias, principalmente comidas. (Foto: Ilustrativa)

A Prefeitura de Osvaldo Cruz restringiu o transporte de pessoas, limitou tempo de velórios e também determinou fechamento de indústrias que não se dediquem à fabricação de produtos essenciais.

As medidas estão em dois decretos editados pelo Prefeito Edmar Mazucato em que também fica estabelecido o estado de calamidade pública.

“Com isso poderemos agilizar processos de compra e a solução de problemas, caso haja necessidade de outras providências”, disse o prefeito Edmar Mazucato.

Para prevenir a pandemia do Covid-19 a Prefeitura ainda proibiu, a partir de hoje, que os mototaxistas transportem pessoas. A partir de agora só será permitido levar e trazer mercadorias, principalmente comidas.

Já quanto à realização de velórios estão proibidos em locais que não sejam memoriais particulares ou o velório municipal. Também está limitado o tempo dos velórios à duração de seis horas, com funcionamento dos estabelecimentos apropriados das 7h às 17h.

A Prefeitura também comunicou as empresas de ônibus intermunicipais. Todos os passageiros que desembarcarem no município serão comunicados que estarão de quarentena (isolamento por 15 dias).

Também houve a intensificou a fiscalização nas entradas e saídas da cidade. A entrada pelo acesso próximo à indústria Linoforte na vicinal Roberto Romanini (de Osvaldo Cruz a Salmourão) será fechada. O acesso terá que ser feito apenas pelo trevo principal pela SP-294. Outros pontos de acesso terão atenção especial.

Já as fábricas que não produzam alimentos ou itens essenciais terão que suspender atividades.

Todas as medidas são por 15 dias, mas poderão ser prorrogadas.

*Com informações da Assessoria de Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui