Às 5h30 da manhã de quarta-feira (10), o painel do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo atingiu a marca de R$ 1,3 trilhão, com 11 dias de antecedência em relação ao ano passado. O valor corresponde ao total de impostos, taxas, multas e contribuições pagos pelos brasileiros desde o primeiro dia do ano para a União, os estados e os municípios.

“O Brasil tem uma carga tributária muito alta e, além disso, tem o sistema de impostos em cascata, ou seja, cobra-se imposto em cima de imposto. Temos, portanto, uma carga muito elevada para o nível de renda da população, penalizando as pessoas com renda menor, que gastam proporcionalmente mais com itens básicos”, comenta o economista Ulisses Ruiz de Gamboa.

Já a população de Adamantina pagou o montante de R$ 11.153.281,13, valor 8,88% superior ao mesmo período de 2018. Os dados correspondem ao acumulado do dia 1º de janeiro a 30 de junho.

De acordo dom o Impostômetro, os principais tributos de arrecadação municipal são o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) e o ITBI (Imposto Sobre Transmissão de Bens e Imóveis).