Ballet Stagium (Foto: Divulgação)

O Circuito Sesc de Artes desembarca em Adamantina nesta sexta-feira (5), transformando a Praça Élio Micheloni em um polo de arte e cultura, com atividades nas áreas da música, literatura, artes visuais, cinema, circo e dança. A programação é livre a todos os públicos e ocorre das 16h às 21h30, gratuitamente.

PROGRAMAÇÃO

A música fica por conta da Dj Haru. Pesquisadora de territórios da música popular brasileira, africana, jamaicana e latino-americana, ela promove, em seus sets, um cruzamento de artistas contemporâneos com ritmos e grooves tradicionais.

Também tem música e poesia com o Botica Poesia. O escritor e poeta Sergio Vaz, criador da Cooperifa, se junta ao cantor, compositor e produtor Renato Gama para um show literomusical, com canções criadas a partir de poemas inéditos e conhecidos de Vaz.

O espetáculo de dança Mané Gostoso, apresentado pelo Ballet Stagium, homenageia Luiz Gonzaga ao fazer uma releitura da cultura popular do Nordeste, em um universo lúdico, criativo e mágico, que resgata brincadeiras de infância com as canções do Rei do Baião.

Já se imaginou em um set de filmagens? Essa experiência se torna possível com o Set na Praça. No estúdio montado a céu aberto pelo Instituto Querô, o público experimenta algumas funções na produção de uma cena para TV ou cinema, em um set com cadeira de diretor, iluminação, câmera, monitor, travelling (câmera em deslocamento), microfone, camarim e objetos de arte.

O público se diverte com as palhaçadas de Gonçalvez e Sobolha, palhaços que querem ser levados a sério por seu talento para a mágica e hipnose, mas acabam oferecendo ao público um momento de muito humor. O espetáculo circense Mistérius, comandado pela Família Burg, tem base na palhaçaria clássica, nas técnicas de picadeiro e na mágica, com música e intensa participação dos espectadores.

Os artistas do Ateliê Lua Azul demonstram técnicas artesanais para produção de cordas, cordões e cadarços com lãs coloridas, os chamados Rabos de Gato, que poderão ser montados em tapetes, cachecóis e peças decorativas.

Com a oficina comandada por Bebel Abreu e Ale Kalko, o Desenhaço, o público é orientado a como praticar desenhos de observação, desde a produção de retrato, construção de formas e figuras até o desenvolvimento de traços do cotidiano e desenhos de animais.

Compõe, também, a programação do Circuito, a Mediação de Leitura com A Cor – Ação Cultural. Nela, os mediadores convidam o público a ter contato com livros e com a leitura e os ouvintes ficam livres para elaborar suas ideias e compartilhá-las durante o encontro.

“A importância do projeto está, sobretudo, ligada ao caráter democrático das ações, pensadas para aproximar o público das mais diversas formas de expressão da arte e de seus conteúdos. Ao levar as atividades para as praças, o Circuito Sesc de Artes cria pontes significativas entre as pessoas, os artistas e o próprio espaço”, explica Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc São Paulo. 

PARCERIA

Há aproximadamente 12 anos, Adamantina vem sendo beneficiada com ações do Sesc graças à presença do Sincomercio Nova Alta Paulista e de parceria com a Prefeitura.

São mais 30 ações realizadas na cidade devido a atuação do Sindicato Patronal do Comércio Varejista, possibilitando intervenções nas áreas culturais, esportivas e sociais. “Esta parceria faz parte da missão do Sesc, levando cultura de qualidade a muitas pessoas que não tem acesso devido as condições financeiras e a distância dos grandes centros”, destaca o presidente do Sincomercio Nova Alta Paulista,  Sérgio Vanderlei.

CIRCUITO SESC

O circuito percorre também outros 120 municípios de São Paulo com atividades gratuitas e livres para todas as idades. O tradicional e o contemporâneo, o regional e o urbano, as vivências, os espetáculos e os artistas: um encontro de linguagens em intervenções, espetáculos e oficinas que vão até você no Circuito Sesc de Artes.

Dj Haru (Foto: Divulgação)