Dica de filme: Um Príncipe em Nova Iorque

Um clássico do cinema por Vanessa Batista

8

Olá queridos leitores, a dica de filme de hoje é: Um Príncipe em Nova Iorque.

Esse é um filme antigo de 1988 que amo de paixão e como ele ganhará uma sequência mais de 30 anos depois decidi falar sobre ele hoje.

Sinopse: Akeem (Eddie Murphy), príncipe herdeiro de Zamunda, um país rico na África, se rebela contra o casamento arranjando por seu pai, o rei Jaffe Joffer (James Earl Jones), que concorda que o filho viaje por 40 dias. Assim Akeem vai para Nova York, se passando por um pobre estudante para encontrar uma noiva que não o ame por sua posição. Na tentativa de passar despercebido vai trabalhar em uma lanchonete e sente-se atraído por Lisa (Shari Hadley), a filha do seu patrão, Cleo McDowell (John Amos), que é interesseiro e atrapalha o romance, pois quer um bom partido para a filha, sem imaginar quem é na verdade seu funcionário. Akeem viajou com Semmi (Arsenio Hall), seu melhor amigo, que não gosta de se passar por pobre e faz gastos e toma atitudes que podem revelar a identidade de Akeem.

O herdeiro do trono de uma opulenta nação que não foi colonizada aprende que a vida é mais difícil do que pensava e reflete sobre suas próprias tradições. O longa-metragem estreou nos cinemas em 29 de junho de 1988, há mais de 30 anos. Foi um grande momento na carreira de Eddie Murphy, graças a popularidade de seus números cômicos.

O longa possui uma nação fictícia apostando no simbolismo de força dos animais selvagens, na exuberância inegável da natureza e no retrato de uma cultura que valoriza tradições. Mesmo dentro dos muros de seu castelo, Akeem não está feliz e busca encontrar uma esposa que não saiba de sua condição de nobre e que o ame por sua personalidade, não por conta de seu dinheiro e poder.

Em uma versão da busca pelo sonho americano, Akeem viaja para a cidade de Nova Iorque com Semmi, seu amigo, assistente e confidente. De quase-rei, o príncipe passou a trabalhar em uma rede de fast food para se aproximar de Lisa, uma mulher que mexeu com seus sentimentos.

Com diálogos inspirados, espaço para improvisações brilhantes encabeçadas por Murphy e um figurino marcante, esse filme foi mais do que uma comédia de sucesso. A produção quebrou barreiras para a representação de personagens negros em Hollywood e marcou a primeira vez em que Eddie Murphy assumiu diversos personagens em um mesmo filme, prática que ele viria a repetir com resultados variados em outros filmes dali em diante.

Agora mais de 30 anos depois Um Príncipe em Nova Iorque ganha sequência, estrelado novamente por Eddie Murphy. O ator voltará a interpretar Akeem, integrante da realeza africana, que, nessa continuação retornará aos EUA após descobrir que tem um filho na América, seu herdeiro no trono.

A Paramount assinou com Craig Brewer para dirigir o filme. Brewer quer reunir Murphy com o restante do elenco original, incluindo Arsenio Hall, Shari Headley, John Amos e James Earl Jones. As filmagens devem ter início ainda este ano. 

Excelente final de semana, grande beijo.