Diretora do setor de Habitação do Município, Maria Aurora Cavalcante Uranga (Foto: Divulgação)

Uma equipe da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) virá a Osvaldo Cruz para um trabalho de regularização de escrituras de casas. Na próxima segunda-feira, 14, os técnicos estarão de plantão para quem se interessar pelos serviços na sede do CREA-SP (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia).

Há mutuários que esperam perto de 10 anos pela oportunidade de ter suas casas quitaras em seus nomes. A CDHU vai facilitar e assessorar os moradores para a tão sonhada escritura pública do imóvel.

Devem comparecer os mutuários dos bairros Promorar, Sylvia Maluf, Alberto Lang, Mário Couto, Agostinho Caliman, Mário Covas, Nelson Cavallini e José Walter Seviero.

Antecedendo ao evento da próxima segunda-feira, o Departamento Municipal de Habitação e o Posto da CDHU em Osvaldo Cruz realizam plantão de orientações e encaminhamento de documentos e providências que devem ser tomadas pelos mutuários a fim de poderem estar com todos os requisitos em ordem a fim da conquista das escrituras.

“Por isso orientamos que nos procurem com antecedência durante a semana porque teremos condições de informar quais os documentos necessários. Importante destacar que serão obtidos títulos de propriedade os titulares que firmaram contratos à época com a CDHU. Contratos de gaveta não serão aceitos”, disse a diretora do setor de Habitação do Município, Maria Aurora Cavalcante Uranga.

O atendimento do setor de Habitação é das 8h às 12 e das 13h30 às 16h30 de segunda a sexta-feiras, na Galeria Valdemar Valera, na Avenida Kennedy esquina com a rua Rodolfo Zaros (antigo Almoxarifado Municipal), sala 3.

Já o plantão com técnicos da CDHU na próxima segunda-feira, 14, será na Rua Yutaka Abe nº 15-A, sede do CREA-SP, defronte a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Osvaldo Cruz a partir das 8h.

“É importante para o dia 14 que as pessoas vão com tempo e paciência para a regularização dos documentos”, completou Aurora.