Fernanda Buono da Silva, ex-aluna de Engenharia Ambiental da UniFAI, fará pesquisa na área de Competitividade em Sistemas Agroindustriais por meio do programa de mestrado em Agronegócio e Desenvolvimento da Unesp (Foto: Arquivo Pessoal)

Depois de atuar em projetos de pesquisas em análises químicas, físicas e biológicas com professores da graduação nos laboratórios do Centro Universitário de Adamantina (UniFAI), a ex-aluna de Engenharia Ambiental da Instituição, Fernanda Buono da Silva, ingressou no programa de mestrado da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp) de Tupã.

Em sua nova etapa dos estudos, pelos próximos dois anos, a engenheira ambiental e engenheira de segurança do trabalho fará pesquisa na área de Competitividade em Sistemas Agroindustriais por meio do Programa de Pós-graduação (Stricto Sensu – mestrado) em Agronegócio e Desenvolvimento da Unesp. “Ao longo do desenvolvimento do mestrado poderei alinhar o conhecimento adquirido na faculdade com uma proposta que possa contribuir para a sociedade”, disse Fernanda.

Segundo ela, a UniFAI foi muito importante na construção da base do conhecimento necessário para prosseguir na carreira acadêmica. “A UniFAI ‘facilitou’ o meu ingresso ao mestrado, pois me proporcionou durante a graduação um contato direto com o meio acadêmico, através de congressos, seminários, participação em projetos e elaboração de artigos. Durante minha graduação atuei em projetos de pesquisas com professores do curso de Engenharia Ambiental em análises químicas, físicas e biológicas nos laboratórios da UniFAI e me identifiquei com a área”, revelou.

Outro ponto positivo, para Fernanda, foi a estrutura que “proporcionou um aprendizado de campo e desenvolvimento das pesquisas onde os laboratórios possuem equipamentos modernos e completos”.

A ideia, depois de concluído o mestrado, é atuar na área profissional e também prosseguir no meio acadêmico. “Já tive a experiência como professora universitária especial no ano passado em uma faculdade da região, na qual me identifique ainda mais com a área acadêmica”, finalizou Fernanda Buono.

Confira abaixo a íntegra da entrevista com a ex-aluna Fernanda Buono da Silva à equipe do Departamento de Comunicação da UniFAI:

UniFAI – Como foi a sua preparação para ingressar no programa de mestrado?

Fernanda – O processo seletivo para o ingresso na pós-graduação está cada vez mais concorrido e o número de candidatos nos processos seletivos da pós-graduação só tem aumentado. Determinação, foco e preparação são fundamentais para conseguir se sair bem na prova e conquistar a vaga. A UniFAI “facilitou” o meu ingresso ao mestrado, pois me proporcionou durante a graduação um contato direto com o meio acadêmico, através de congressos, seminários, participação em projetos e elaboração de artigos.

UniFAI – O que te motivou a seguir a área?

Fernanda – Durante minha graduação atuei em projetos de pesquisas com professores do curso de Engenharia Ambiental em análises químicas, físicas e biológicas nos laboratórios da Instituição UniFAI e me identifiquei com a área.

UniFAI – Em qual área será o seu mestrado?

Fernanda – Competitividade em sistemas agroindustriais.

UniFAI – Em qual Instituição? Por quanto tempo? E como será a sua programação/rotina de estudos?

Fernanda – Na Unesp de Tupã, no Programa de Pós-graduação (Stricto Sensu) – Programa de Pós-graduação em Agronegócio e Desenvolvimento (mestrado), por dois anos. Cumprirei as disciplinas especiais e obrigatórias e desenvolverei minha dissertação.

UniFAI – Qual a sua atividade profissional atualmente?

Fernanda – Sou engenheira ambiental e engenheira de segurança no trabalho.

UniFAI – O curso de Engenharia Ambiental da UniFAI te deu o suporte necessário para mais esse passo em sua carreira profissional?

Fernanda – Durante minha graduação atuei em um projeto de pesquisa com os professores do curso de Engenharia Ambiental em análises químicas, físicas e biológicas nos laboratórios da Instituição FAI. O nome do projeto é “Avaliação da qualidade das águas do Rio Aguapeí-SP, junto às confluências dos córregos Lajeado, Ribeirão Iacri e Ribeirão Tibiriçá”. A FAI foi de extrema importância em minha carreira acadêmica, pois me proporcionou oportunidades de contato e conhecimento com o meio institucional. Ao longo do desenvolvimento do mestrado poderei alinhar o conhecimento adquirido na faculdade com uma proposta que possa contribuir para a sociedade.

UniFAI – Como você avalia o curso de Engenharia Ambiental da UniFAI quanto à estrutura, o conteúdo programático e pedagógico e o corpo docente?

Fernanda – A estrutura me proporcionou um aprendizado de campo e desenvolvimento das pesquisas onde os laboratórios possuem equipamentos modernos e completos. Os conteúdos programático e pedagógico serviram de base para o ingresso profissional e acadêmico. O corpo docente bem preparado proporcionou um suporte necessário no desenvolvimento do curso. Agradeço a todos os professores que contribuíram para minha formação acadêmica e profissional.

UniFAI – Quais são seus planos para o futuro?

Fernanda – Atuar na área profissional como engenheira ambiental e engenheira de segurança do trabalho e também prosseguir no meio acadêmico. Já tive a experiência como professora universitária especial no ano passado em uma faculdade da região, na qual me identifique ainda mais com a área acadêmica.