São Paulo é música, é poesia, é cultura. É o mais importante centro econômico do Brasil. São compras, festas, eventos gigantes, é comida da melhor qualidade. Uma metrópole tipicamente urbana, coberta com uma vasta área verde.

É caos, longa espera, deslocamentos que nunca chegam, tudo cheio, é insegurança.

A minha sugestão turistas é a de sempre: vá! Escrevendo bem especificadamente a nós que vivemos no interior, que não estamos na cidade precisando enfrentar os ônibus e metrôs lotados, que não temos que chegar na hora do trabalho, que não precisamos engolir um dogão na Paulista porque não deu tempo de almoçar entre uma reunião e outra. Somos privilegiados, pois podemos curtir só a parte boa.

Na maioria das vezes em viagens as grandes capitais fora do Brasil que faço, meu pensamento é sempre o mesmo: São Paulo só falta organização, um pouco mais de estrutura e segurança.

A cidade poderia ser como nossos irmãos Santiago, no Chile e Montevideo. Competiria tranquilamente com a potente Nova York.

Então vamos conhecer o que é nosso e aproveitar o melhor que essa gigante tem a oferecer. Hoje deixarei algumas dicas e sugestões para vocês no meu ponto de vista. Espero que compartilhem conosco a sua sugestão, ok?

De leste a oeste:

Aos amantes do futebol, lá no comecinho da Zona Leste, está a casa do Corinthians. O tour é oferecido aos visitantes e tem como objetivo falar não só do time, mas do futebol como um todo. Visita as áreas exclusivas do estádio só são permitidas dessa maneira e você também conhecerá toda a estrutura e arquitetura da arena;

Seguindo para a Zona Norte, recomendo uma novidade: São Paulo ganhou mais um mirante.

É o Hipa Tour, ao lado do Sambódromo e Centro de Convenções do Anhembi o Holiday Inn Parque Anhembi Hotel oferece essa visita com acesso ao terraço que possui vista privilegiada para diversos pontos da Cidade.

Do alto dos 13 andares do maior hotel do Brasil é possível avistar pontos como a Serra da Cantareira, Aeroporto Campo de Marte, Sambódromo e Centro de Convenções do Anhembi, Ponte Estaiada da Marginal Tietê, arranha-céus da Avenida Paulista e ícones como o Edifício Altino Arantes.

No tão lindo e bagunçado centro de São Paulo, a mistura 25 de Março, Mercadão e Pátio do Colégio sempre são clichês que funcionam. Mas ainda temos as curiosidades do bairro da Liberdade, as exposições e gastronomia única que só a feira da República tem. Largue o carro e caminhe a pé. A essa hora, a sede e a fome já chegaram. Saboreei uma deliciosa feijoada com um chope bem gelado aos pés do antigo prédio do Banespa, no Salve Jorge Centro.

Um novo dia e a Paulista espera por você em seus quase 3km de extensão. Ali você verá gente de todo tipo, músicos de rua, exposições. MASP é fundamental, mas não deixe de dar uma paradinha na casa das Rosas, bem próximo ao Itaú Cultural. Um espaço verde remanescente da Mata Atlântica, no meio dos arranha-céus. Esse é o Parque Trianon, um oásis verde para o descanso. O parque é bem cuidado, com bancos e pessoas circulando.

Por ali ainda, tem Mirante 9 de julho, Conjunto Nacional, Livraria Cultura.

Contando ainda com a área mais “nobre”, você pode circular pelas grifes na Oscar Freire, visitar as ruas dos jardins e suas mansões.

Descendo um pouco, chegamos ao icônico Parque Ibirapuera. O pulmão de São Paulo, está aqui. São lagos, exposições, muita gente se exercitando, de fato é a praia mesmo do Paulista. Um piquenique no gramado é um charme e um programa super diferente.

Logo perto dali nasceu o bairro verticalizado e repleto de atrações gastronômicas chamado hoje de Itaim Bibi. ‘Bibi’ seria o apelido de Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, antigo proprietário da fazenda que foi loteada e deu origem à área. Mas foi apenas na década de 70, com a canalização dos córregos e a abertura de grandes avenidas, como a Juscelino Kubitschek e a Faria Lima, que o pedaço começou a tomar os contornos atuais. Algumas curiosidades e atrações do bairro:

O shopping mais antigo da cidade (e da América Latina) fica na Avenida Brigadeiro Faria Lima. Trata-se do Iguatemi, inaugurado em 1966.

Outro templo do luxo é o Shopping JK Iguatemi. Embora tenha mais cara de Vila Olímpia, fica na “boca” da principal via do Itaim Bibi.

Se o esquema não são grifes, uma boa dica é a Rua João Cachoeira, que é o shopping a céu aberto da área. Mais popular, a seleção de lojas de roupas agrada sobretudo àqueles que não querem gastar tanto.

Se a ideia é encher a sacola de comida, vá direto ao Eataly. O enorme mercado de alimentos italianos ultrasselecionados, misturado a pequenos restaurantes, ganhou a primeira unidade da América Latina em maio de 2015, na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek.

Faltou alguma coisa? Com certeza faltou turistas, pois São Paulo ainda tem zoológico, Museu do Futebol, Vila Madalena, Augusta, entre tantos outros cantinhos escondidos por aí. Caso queira mais dicas do que estará acontecendo durante sua estadia entre em https://visitesaopaulo.com.

Mas espero que tenham viajado um pouco comigo por essa selva de pedra e que São Paulo receba sua visita em breve.

Ótima semana turistas e até a próxima viagem!