Centro Integrado de Saúde funcionará no prédio da UPA, em Adamantina (Foto: Reprodução | TV Fronteira)

A Prefeitura de Adamantina recebeu, do Ministério da Saúde, parecer favorável para instalação do CIS (Centro Integrado de Saúde) no prédio construído para abrigar a UPA (Unidade de Pronto Atendimento). A mudança é devido aos custos operacionais para o funcionamento do pronto atendimento, sendo optado pela gestão municipal disponibilizar um complexo de especialidades para população.

No ano passado, a União publicou decreto que autorizou os estados e municípios utilizarem as estruturas para outras finalidades na área de saúde, sem a necessidade da devolução dos recursos investidos no prédio. No caso de Adamantina, foram empregados cerca de R$ 1,8 milhão para a construção da unidade.

Com a possibilidade, a Prefeitura anunciou a criação do CIS no local, realizando melhorias para o funcionamento. E, desde então, aguardava a autorização para iniciar os atendimentos, sendo informada positivamente nesta sexta-feira (12), pelo Governo Federal.

Gestão Márcio Cardim recebe parecer favorável para instalação de policlínica (Foto: Arquivo | Grupo IMPACTO)

“Assim, diante do exposto, considerando a documentação apresentada e a análise realizada, esta área técnica manifesta-se favorável ao pleito da gestão municipal quanto à readequação do objeto da proposta 43008.2910001/09-001, inicialmente pactuado como Tipo Unidade de Pronto Atendimento UPA Porte I, para Policlínica”, consta no parecer técnico do Ministério da Saúde.

No CIS, a população terá acesso aos serviços de fisioterapia, nutrição, psicologia, fonoaudiologia, pediatria, cardiologia, infectologia e ginecologia e obstetrícia prestados pelos profissionais da Prefeitura. “Sendo assim, não será preciso executar a contratação de novos profissionais”, destaca a gestão municipal. 

Os alunos do curso de Medicina da UniFAI (Centro Universitário de Adamantina), em regime de internato, atenderão nas especialidades de oftalmologia, reumatologia, cardiologia, neurologia, endocrinologia, dermatologia, ortopedia, gastroenterologia e moléstias infecciosas.

O atendimento geral será de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Já no período das 17h30 às 20h de terça, quarta e quinta-feira funcionará o ambulatório de alergias, obesidade e gestantes de alto risco.

Agora, a Prefeitura de Adamantina aguarda a publicação da portaria.