Vítima é Mara Jaqueline Flor Dos Santos, de 29 anos (Foto: Reprodução/Facebook/Siga Mais)

Mais um crime de feminicídio chocou Adamantina na noite desta terça-feira (10). Uma mulher, de 29 anos, foi morta pelo ex-companheiro na frente do filho, após ser atingida no pescoço por uma faca.

A vítima é Mara Jaqueline Flor Dos Santos, que morava na casa da irmã que fica nas proximidades da Rua João Vicente de Miranda, no Jardim Primavera.

Os policiais informaram que quando chegaram ao local do crime, a mulher estava caída na porta da cozinha, com intenso sangramento. Mara chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros, sendo encaminhada para pronto-socorro local, mas chegou sem vida à unidade de saúde.

Conforme relato da irmã aos policiais, a vítima havia se separado do indivíduo e mudado de casa várias vezes, pois ele sempre a perturbava. E, na noite desta terça, o homem enviou mensagem à mulher dizendo que precisava de um documento do filho dela, que ele assumiu e registrou em seu nome.

Ainda, segundo relatou a testemunha, o suspeito disse que tinha a intenção de tirar seu nome do registro da criança, pois não queria mais vínculo com a mulher. Assim, combinou de se encontrar com ela em uma esquina da rua.

O Portal G1 informou que no lugar da vítima, a irmã dela foi quem levou o documento para o indivíduo devido receio de alguma atitude violenta contra a ex-companheira.

Pouco tempo depois, ele enviou outra mensagem à ex-mulher dizendo que ela poderia ir buscar o documento, no mesmo ponto. Novamente, quem foi ao local foi a irmã da vítima.

Neste momento, um amigo da família contou que a mulher havia sido esfaqueada. A irmã soube pelo amigo da família que o indivíduo chegou na varanda da casa e pediu à ex-companheira para pegar o filho no colo. A mulher lhe entregou a criança.

O homem devolveu o filho e, em seguida, pegou uma faca e atingiu a vítima no pescoço. A mulher ainda conseguiu entrar na casa e colocar a criança no carrinho, mas caiu na porta da cozinha, onde permaneceu até a chegada da polícia, informou o Portal G1.

Já o agressor fugiu do local e é procurado pela Polícia. Até a manhã desta quarta-feira (11), o suspeito não havia sido localizado. 

Jorge Marcelo Barreto, de 32 anos, é procurado pela Polícia Foto: Reprodução | Rádio Metrópole FM

PROCURADO

Segundo a Rádio Metrópole FM, o suspeito de cometer o crime é Jorge Marcelo Barreto, de 32 anos. Ele está sendo procurado pelas polícias Civil e Militar.

Informações podem ser dados por meio do 190 ou na DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Adamantina pelo telefone (18) 3521-2114. O denunciante não precisa se identificar.

SEGUNDO CASO EM MENOS DE QUATRO MESES

Adamantina registra o segundo caso de feminicídio em menos de quatro meses. Feminicídio é o homicídio cometido contra mulheres que é motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero.

Em 26 de maio deste ano, o agente penitenciário Tiago Pina, réu confesso, matou a ex-companheira Vanessa Nery Maciel, de 30 anos, e ocultou o corpo da vítima em uma estrada rural da cidade.

O acusado foi preso em São Paulo, onde trabalhava, um dia após ter praticado o crime em Adamantina. Desde o dia 27 de maio ele está detido, e responde preso à acusação. O caso ainda não foi julgado.  

Com informações dos portais G1, Siga Mais e Rádio Metrópole FM