Olá passageiros, vamos embarcar para o próximo destino?

Basta as temperaturas começarem a cair que a primeira coisa que vem na cabeça de quem deseja viajar é: quero ficar mais próximo as montanhas para sentir aquela deliciosa sensação do frio batendo no rosto e ter a certeza que só uma comida bem “confy” ajudaria a esquentar.

Aposto que nesse momento da leitura você já decolou e está se imaginando por Campos do Jordão, Gramado, Monte Verde, Bariloche, vendo as montanhas cobertas de neve do Valle Nevado, no Chile.

Hoje a minha intenção é ajudar você escolher seu destino perfeito para a próxima escapada de inverno ou até decidir finalmente realizar a sonhada férias de julho em família.

Campos do Jordão – encravada na Serra da Mantiqueira, no estado de São Paulo, Campos é destino certo para quem quer ver e ser visto. Deseja frio e badalação? Coloque seu casaco mais bonito e desfile pelas ruas de Capivari, onde você encontrará opções de lojas e excelentes restaurantes como o famoso Baden Baden. Aliás um tour pela cervejaria pode ser previamente agendado pelo site https://www.badenbaden.com.br/microcervejaria/badenbadentour/.

Monte Verde – se você quer as delícias do frio, mas com pouco menos agitação que Campos do Jordão, você acaba de encontrar sua viagem.

A maioria das pousadas oferece quartos com lareira e banheira, mas que isso não se torne um convite para você nem colocar o nariz pra fora. Afinal vale a pena encarar o frio e sair pra comer um fondue pelos diversos restaurantes da cidade e caminhar pelo centrinho.

Curte aventuras? Por aqui você encontra também. É só seguir as trilhas e chegar aos lindos mirantes da Mantiqueira, agora no estado de Minas Gerais.

Tiradentes – uma pequena cidade em Minas Gerais, talvez seja uma excelente opção para uma viagem com crianças. O centro histórico é grande atração para quem a visita. Nessa área você encontra uma das igrejas mais antigas do Brasil, a Matriz de Santo Antônio, o museu da Liturgia e o ponto alto com certeza é o passeio de Maria Fumaça entre São João Del Rei e Tiradentes. As crianças não vão amar?

Gramado – localizada no Rio Grande do Sul, é com certeza o destino mais procurado do Brasil quando o assunto é frio.

Com suas temperaturas que podem ser até negativas no inverno, Gramado atrai turistas o ano inteiro. Não poderia ser diferente, hoje Gramado conta com um calendário repleto de eventos e ótimas atrações.

A Rua Coberta é um convite a boa comida, já que reúne bares, cafés e bistrôs fofos. Além disso não deixe de visitar o MiniMundo, o Hollywood Dream Cars e o Gramado Zoo. Uma ida até Canela será bem rapidinha e você ainda se delicia com o famoso apfelstrudel do Castelinho Caracol.

Bariloche – se a intenção é de fato ver neve, San Carlos de Bariloche, ou simplesmente Bariloche, é o destino mais conhecido da Argentina. Durante a alta temporada a cidade está cheia de turistas tendo provavelmente sua primeira aula de esqui regada a muito chocolate quente. Entre os meses de maio a agosto as temperaturas podem variar de 10°C a – 10°C.

Farellones – localizado no Chile, é o destino perfeito para quem quer esquiar sem gastar muito.

Localizada próximo ao Valle Nevado, é uma cidade que abriga estações de esqui e pousadas bem charmosas, mas por não ser o principal destino de esqui, os preços por lá costumam ser mais baratos. Apesar de um centro de esqui pequeno e familiar, Farellones oferece diversas opções de restaurantes e atrações noturnas.

Deserto do Atacama – um dos passeios mais imperdíveis no Chile, no inverno as temperaturas variam de 22°C durante o dia e 4°C a noite, bem diferente do verão onde as máximas podem chegar a 25°C, mas com muita chuva… sim, nesse deserto chove e muito!

Uruguai – se a intenção é algo mais relax…. Descobrir a capital uruguaia é programa imperdível em qualquer estação, mas Montevidéu guarda um charme ainda mais especial no inverno. As ruas repletas de história e cultura e a gastronomia refinada da cidade são um convite a dias de prazer e tentações.

Comer bem é programa obrigatório por lá e não pode faltar uma suculenta parrillada. De preferência em um restaurante com bela vista para a orla, como em Pocitos ou Buceo. 

Mendoza – Um dos melhores motivos para visitar a Argentina no inverno é provar os impecáveis vinhos produzidos no país. E Mendoza, no oeste oposto à capital Buenas Aires, é um dos melhores destinos para tal. O município localizado nas bordas da Cordilheira dos Andes é o maior centro viticultor da América do Sul. São nada menos que 1.200 vinícolas, que produzem os mais variados tipos de uvas e vinhos – Tempranillo, Malbec, Cabernet Sauvignon, Chardonnay etc. Muitas das bodegas são abertas para visitação e degustações. Depois de se esbaldar nos prazeres enólogos e gastronômicos, que tal por em dia a forma física e explorar o Cerro Aconcágua, considerada a maior montanha do planeta fora da Ásia? Vai precisar fôlego e coragem para escalar os seus 6.962 metros de altura!

Cartagena – calma viajantes, eu jamais deixaria a turma que não curte o frio de fora… uma excelente opção é Cartagena, na Colômbia, nessa época.

Considerado um dos mais belos destinos da América do Sul, Cartagena é hit no verão com suas praias e ilhas paradisíacas. Mas não perde em charme durante os meses menos quentes. Que tal um passeio por entre as ruas estreitas e os cenários românticos da cidade? Ou se encantar com a arquitetura e a história por trás da muralha que cerca a parte antiga da cidade e sedia alguns dos principais pontos turísticos, como a Torre do Relógio, a Plaza Santo Domingo e o Palácio da Inquisição. Depois, é só terminar a noite ao som da salsa em um dos badalados bares e clubes espalhados pela região, movimentados o ano todo.

E aí, ficou mais fácil decidir seu destino ou você é como eu, que na dúvida, prefere ficar com todos?

Um excelente final de semana e precisando de ajuda com sua viagem entre em contato com a gente pelo site www.andressabonassa.com.br ou por Instagram no @abconsultoriaemviagem e nos acompanhe.