Investigador de polícia, Alexandre Hungaro, e delegado seccional Carlos Vasconcelos na nova sede da Polícia Civil em Adamantina (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)

O comando da Polícia Civil na microrregião de Adamantina contará com uma nova estrutura física nas próximas semanas. Um novo espaço, maior e melhor equipado, abrigará a Delegacia Seccional e outros órgãos: Necrim (Núcleo Especial Criminal), GOE (Grupo de Operações Especiais), Setor de Identificação, 2º Distrito Policial e corregedoria vinculada à Presidente Prudente.

Situado na rua Josefina Dall’Antônio Tiveron, em setor que abriga diversas instituições públicas, como Polícia Militar, Tribunal de Contas, futuro CIS (Centro Integrado de Saúde), UGI (Unidade de Gestão de Inspetoria) do Crea-SP (Conselho regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo) e uma creche, o novo prédio é construído a partir de convênio da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo com a Prefeitura de Adamantina.

Atualmente o espaço recebe melhorias devido a construtora responsável pela obra entregar a estrutura com problemas estruturais, sendo sanados pela Prefeitura com auxílio da Polícia Civil local.

Mesmo com os entraves que atrasam o funcionamento da nova sede, a Seccional contará com um dos melhores espaços em todo o Estado. A afirmação é do comandante regional, delegado Carlos Vasconcelos, que recebeu nesta semana visita técnica do delegado geral da Polícia Civil, Ruy Ferraz Fontes.

Delegado Geral Ruy Ferraz Fontes conhece o novo prédio da Delegacia Seccional em Adamantina (Foto: Divulgação)

A mais alta autoridade a Polícia Civil esteve em Adamantina na segunda-feira (2), quando conheceu a nova estrutura na cidade. “O delegado geral ficou impressionado com o novo prédio, um dos mais bonitos e funcionais do interior do Estado. É mais qualidade no serviço e, principalmente, no atendimento da população. Será um salto expressivo na atuação da Polícia Civil na microrregião”, destaca o delegado seccional.

O prédio conta com 2.209,94 m² distribuídos em dois pavimentos. O investimento ultrapassa os R$ 3 milhões. “O custo será revertido em melhorias, tanto para o trabalho administrativo, já que teremos um local mais adequado para realizar os serviços pertinentes a nossa atuação, como para comunidade, que será mais bem atendida quando buscar a Polícia Civil”, pontua Vasconcelos.

O novo prédio também trará economia ao Governo do Estado e benefícios para outros órgãos situados na cidade. O Necrim deixará de pagar aluguel de cerca de R$ 6 mil para utilizar prédio na avenida Rio Branco e as delegacias especializadas, DIG e DISE, passarão a atender na atual sede da Seccional, na rua Maria Cândido Romanini. “As duas delegacias que trabalham de forma integrada também terão a estrutura ampliada”, diz o Seccional.

Além da DIG/DISE, Seccional, Setor de Identificação, GOE e Necrim, Adamantina conta com três distritos policiais, DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) e Plantão Policial.

O funcionamento da estrutura, ainda sem data definida, deve ocorrer nas próximas semanas, favorecendo os 12 municípios da microrregião.