Prefeitura de Tupã divulga ações em contas do Facebook e Instagram (Foto: João Vinícius | Grupo IMPACTO)

Parte do cotidiano de boa parte da população, as redes sociais têm sido cada vez mais usadas pelas administrações municipais. Levantamento realizado pelo IMPACTO aponta que apenas cinco das 14 cidades da microrregião não utilizam a ferramenta de forma oficial. No restante, páginas no Facebook ou até mesmo contas no Instagram divulgam informações relacionadas ao poder público.

Em Adamantina o tema é alvo de questionamentos na Câmara Municipal. Após indicações e requerimentos sem resultado prático, os vereadores aprovaram por unanimidade em primeira discussão, na segunda-feira (16), projeto de lei que obriga a Prefeitura utilizar as redes sociais para divulgar suas ações.

“O projeto seria desnecessário, mas tornou-se necessário diante das negativas do prefeito em reativar a fanpage da Prefeitura, sem publicações desde janeiro de 2017. Em contraponto, outros órgãos públicos como Câmara e UniFAI [Centro Universitário de Adamantina] utilizam, além de vereadores e do próprio prefeito. Iniciativa não gera custos e, mais do que isso, pode fazer a Prefeitura economizar com divulgação. É nas redes sociais onde o cidadão acompanha a vida da cidade, interage e faz suas cobranças. É nesse ambiente que a Prefeitura, institucionalmente, também precisa atuar”, pontua o vereador Acácio Rocha (DEM), autor da proposta juntamente com Alcio Ikeda (Podemos).

O parlamentar esclarece que o projeto de lei foi proposto devido a Administração Municipal não ter intenção de utilizar a conta no Facebook, conforme se posicionou o prefeito Márcio Cardim (DEM) em ofício destinado ao Legislativo, datado em 4 de junho de 2019.

O documento informa que a Prefeitura possui um site com todas as informações do Município, notícias atualizadas diariamente, legislação, editais, serviços online de atendimento ao cidadão, portal da transparência e demais informações institucionais, bem como os serviços fale conosco e ouvidoria, com pessoal capacitado para receber solicitações, dúvidas ou reclamações, com encaminhamento das demandas aos departamentos competentes.

A gestão municipal enfatiza ainda que as notícias e matérias da Prefeitura são distribuídas a todos os veículos de comunicação e são amplamente divulgadas em jornais, televisão, rádios, websites e redes sociais, “o que demonstra que os serviços de informação ora utilizados atendem com eficiência e profissionalismo ao direito ao acesso à informação a todos os cidadãos”.

NA CONTRAMÃO

Diferente da Prefeitura de Adamantina, outras gestões municipais da região se comunicam por meio das redes sociais. Em Tupã, a atualização das páginas no Facebook e Instagram é quase que diária – realidade similar de Dracena e Osvaldo Cruz, cidades do mesmo porte que Adamantina.

Na microrregião, apenas as prefeituras de Mariápolis, Pracinha, Inúbia Paulista, Salmourão e Sagres não possuem contas oficiais no Facebook.

“Adamantina pleiteou, e é Município de Interesse Turístico. Como um Município que é turístico, que levanta essa bandeira, se nega a divulgar suas boas práticas? O Município tem que usar as redes sociais, de uma maneira inteligente, para promover uma imagem positiva, que atraia as pessoas, que mostre as coisas boas da cidade, os valores, à identidade do seu povo e os potenciais”, explicou Acácio Rocha.

O projeto entra em segunda discussão na próxima sessão e, caso aprovado em definitivo, vai para sanção ou veto do prefeito.