Esta coluna tem como objetivo mostrar a necessidade da Democracia Corinthiana dentro de nossa Nação. A Democracia Corintiana surgiu, no Brasil, em 1981. Precisamos, como Cidadãos, buscar meios para entender esse acontecimento Histórico, seu contexto, seus frutos, e com isso lutar para que nosso Direito de escolha nunca desapareça novamente.

SURGIMENTO

Em 01 de setembro de 1910, um grupo de 05 (cinco) Operários: Anselmo Correa, Antônio Pereira, Carlos Sivla, Joaquim Ambrósio e Rafael Perrone, do Bairro paulistano Bom Retiro, sob a luz de um lampião, às oito e meia da noite, decidiram criar um Time de Futebol, além de mais oito pessoas que contribuíram com 20 mil réis e também foram considerados sócios-fundadores.

A ideia surgiu depois de assistirem à atuação do Corinthian FC, equipe inglesa de futebol fundada em 1882, que excursionava pelo Brasil.

O Presidente escolhido por eles foi o alfaiate Miguel Battaglia, que já no primeiro momento afirmou: “O Corinthians vai ser o time do povo e o povo é quem vai fazer o time”.

A ERA DA DEMOCRACIA CORINTHIANA (1981-1984)

Os resultados ruins em campo levaram a mudanças na Diretoria com a saída de Vicente Matheus, e os jogadores passaram a ter papel ativo nas decisões do clube. Tudo era resolvido pelo voto, das contratações ao local de concentração. O período ficou marcado como a “Democracia corintiana”. As mudanças surtiram efeito. Em 1982, liderados pelos ídolos Sócrates: Wladimir, Casagrande, Biro-Biro e Zenon, o Clube conquistou o Campeonato Paulista em cima do São Paulo, que tentava o tricampeonato na competição. No ano seguinte, o Corinthians repetiria a final contra o rival e uma vez mais conquistaria o torneio. Ainda naquele ano, o Corinthians havia aplicado a maior goleada da história do Campeonato Brasileiro, um acachapante 10–1 sobre o Tiradentes, do Piauí, com quatro gols de Sócrates.

Portanto, vemos que a partir de uma participação geral dos jogadores o time começou a vencer, isso em um contexto de DITADURA onde o povo não podia participar das decisões do País. Os jogadores apoiaram as Diretas Já dentre outros importantes Movimentos Nacionais. A Democracia Corintiana mostra como a participação popular é essencial para o progresso, lute para que a SUA participação jamais acabe.

Colaborou: produtor musical Ike Graboski